luminescencia

Teatro Ipanema – dezembro de 2002

ÉS FÚRIA
Thales Paradela

(para uma nuvem que dança Flamenco)

Nem lânguido, nem calmo,
espasmódico quiçá
o furor que irradias.
És fúria!!

Mansidão da planície
por teus olhos de verde colorida
incendeia no calor de teu hálito,
fremindo no rodopio de teu vestido rubro.
És fúria!!

Lúgubre nunca, indefesa jamais.
Ira de dragões.
Inquietude de um vulcão.
Aproximar-me um risco,
fascínio da lâmina afiada.

Solta-te indomável
entre mãos e giros.
Calcas meus anseios;
sapateias sobre meus desejos.
Não me observas: intima-me.
És fúria!!

Ludibria-me em teu molejo,
toreando-me qual touro cego e obstinado
em paixão desmedida,
com teu vistoso capote de promessas intuídas.
Olé!Olé!

Abrevia pois este tormento,
crava-me logo tua espada.
Vara-me o peito descompassado
ou beija-me.
De toda sorte,
será indolor a minha morte!
És fúria!! És fúria!!

Direção Geral e coreografias: Eliane Carvalho
Design Gráfico: Lola Vaz
Foto da capa: Verônica Machado
Figurino: Damaris
Bailarinos:

Ana Beatriz Andrade Mello Gisele Braga Paula Bonilha
Ana Freitas Gisella Werneck Doyle Renata Ribeiro Gómez
Ana Maria Ferreira Karla Sampaio Suzana Velasco
Ana Paula Cuiñas Maria Luiza Caamaño Viviana Terán
Carolina Vaz Mariana Patrício Fernandes Celso Gregório
Clare Andrews Marília Evaristo Marcus Valerius
Daniela Quintella Marta Sertã Renato Marques
Eliane Spielmann Manuela Soares
Fátima Caamaño Nadir Rebouças
Flor Manrique Patricia Lima de Oliveira

Músicos:
Allan Harbas guitarra flamenca
Alejandro González percussão
Fábio Cavalieri baixo
Sérgio Otero guitarra flamenca
Tiza Harbas cante
Heloísa Tenório coro