Logo Toca Madera Grupo Toca Madera
Clara Kutner
Viveu 2 anos em Madri onde estudou na academia "Amor de Dios" tendo aulas regulares com mestres consagrados e cursos de baile e montagem com alguns dos melhores bailarinos flamencos da atualidade. Em 2003 participou do Ateliê Coreográfico do Rio de Janeiro. Formada em Cinema na Universidade Estácio de Sá, trabalha como assistente de direção em cinema, teatro e televisão. Atuou também como assistente de cenografia e roteirista. Dirigiu o curta-metragem "Bukowski ou cachorro cadê tua alma?", premiado no festival de Curitiba. Dirigiu os espetáculos do Grupo Toca Madera "Soleá" e "2/DUOS".
Eliane Carvalho
Ainda adolescente se apaixonou pelo flamenco e percebeu que dali em diante ele faria parte de sua vida. Começou seus estudos no Rio de Janeiro com Theo Dantes e Vera Alejandra, aperfeiçoando-se em cursos com os grandes mestres espanhóis em Madri e Sevilha. Desde 1996 ministra aulas de dança flamenca e foi coreógrafa e diretora em espetáculos como "Essência", em 2000; "Caleidoscópio" em 2001 e "Luminescência" em 2002.
Daniela Matheus
Iniciou seus estudos de flamenco com a professora Vera Alejandra. No ano de 1997 morou em Madri, onde aperfeiçoou seus conhecimentos na Academia "Amor de Dios", frequentando aulas de grandes mestres espanhóis e cursos de coreografias com novos bailaores.
Tiza Harbas
Envolvida pelo cante e pelo baile flamenco, especializa-se na Espanha com Talegon de Córdoba e no Brasil com com bailarinos brasileiros e estrangeiros como Domingo Ortega. Com o projeto Conexão Espanha desenvolve um trabalho com Domingo Ortega e Pol Vaquero. No Festival Internacional de Flamenco de São José dos Campos divide o palco com Belém Fernandez, Alfonso Loza, Nino de los Reyes e David Paniagua. Em Fukuoka, Japão, ministra classes de cante e baile no "Tiempo Iberoamericano de Cultura". Onde também se apresenta como cantaora e bailaora com Natalia Martins, Raul Dominguez e Miguel Cañas.
Alejandro Gonzáles
Das artes cênicas para o baile flamenco, do baile à música. Foi estudando dança que se interessou pela percussão flamenca. Trabalhou com diversos profissionais cariocas e, buscando a intimidade com os instrumentos, passou a fabricá-los, principalmente o cajón, hoje indispensável no flamenco. Utiliza um "set de percussão", para enriquecer este estilo, já tão atraente.
Allan Harbas
Estudou guitarra flamenca no RJ com Fábio Nin, Mara Lúcia e Agustin Carbonell "El Bola". Vai viver na Espanha para se especializar no instrumento e no flamenco em si como arte, estudando com os maestros Rafael Moralez, El Mami e Fernando de la Rua. Regressando ao Brasil começa a trabalhar como guitarrista em varios grupos e Cias de flamenco brasileiras, em algumas delas fazendo montagens e direção musical. Com a criação do Projeto Conexão Espanha tem a oportunidade de trabalhar com artistas de grande nome no flamenco espanhol, como Domingo Ortega e Pol Vaquero. No Festival Internacional de Flamenco de São José dos Campos divide o palco com Belém Fernandez, Alfonzo Loza, Nino de Los Reyes e David Paniagua. Em Fukuoka, Japão ministra classes de guitarra e acompanha classes de baile na instituição "Tiempo Iberoamericano de Cultura" e divide o palco com os artistas Natalia Martins, Raul Dominguez e Miguel Cañas.
Sergio Otero
Nascido em uma família de músicos, teve contato com a música ainda muito jovem, já tendo estudado desde violoncelo até bateria. Há 15 anos dedica-se ao estudo do violão. Fez cursos de especialização em teoria e percepção musical pela Uni-Rio, onde também estudou ritmos brasileiros como samba e choro. Desde 1995 dedica-se à guitarra flamenca, tendo vivido na Espanha em 1997 onde estudou. Hoje em dia, vem trabalhando com expoentes do flamenco do Rio e São Paulo, atuando como violonista e percussionista.
>>voltar para o topo